Mulheres Reais

“Rodeio de gordas” na Unesp revela que o preconceito estético ainda é grande

Posted on: 27 de outubro de 2010

O jornal Folha de S. Paulo traz na edição desta quarta-feira uma matéria chocante com denúncia de preconceito contra estudantes com sobrepeso. A matéria de Eliane Trindade e Daniel Bergamasco revela uma competição bizarra entre alunos da Unesp, com o objetivo de humilhar as universitárias gordinhas. É triste e revoltante notar que a discriminação estética ainda seja tão presente na sociedade. Até numa univerdade, onde deveriam conviver pessoas mais esclarecidas, a prática do bullying se revela recorrente. Confira o texto:

 

Alunos agridem colegas da Unesp em “rodeio de gordas”

 

      Universitários criam “competição” na qual pulam sobre estudantes obesas. Mais de 50 rapazes fizeram parte da agressão contra as meninas, que ocorreu em jogos entre os camp.

      Um grupo de alunos da Universidade Estadual Paulista, uma das mais importantes do país, organizou uma “competição”, batizada de “Rodeio das Gordas”, cujo objetivo era agarrar suas colegas, de preferências as obesas, e tentar simular um rodeio -ficando o maior tempo possível sobre a presa. A agressão ocorreu no InterUnesp 2010, jogos universitários realizados em Araraquara, de 10 a 13 de outubro.
      Anunciado como o maior do país, o evento esportivo e cultural, que reuniu 15 mil universitários de 23 campi da Unesp, virou palco de agressão para alunas obesas. Roberto Negrini, estudante do campus de Assis, um dos organizadores do “rodeio das gordas” e criador da comunidade do Orkut sobre o tema, diz que a prática era “só uma brincadeira”. Segundo ele, mais de 50 rapazes de diversos campi participavam. Conta que, primeiro, o jovem se aproximava da menina, jogando conversa fora -“onde você estuda?”, entre outras perguntas típicas de paquera.
      Em seguida, começava a agressão. “O rodeio consistia em pegar as garotas mais gordas que circulavam nas festas e agarrá-las como fazem os peões nas arenas”, relata Mayara Curcio, 20, aluna do quarto ano de psicologia, que participa do grupo de 60 estudantes que se mobilizaram contra o bullying.
      No Orkut, os participantes estipulavam regras para futuras competições, entre elas cronometrar as performances dos “peões” e premiar quem ficasse mais tempo em cima das garotas com um abadá e uma caneca. Há relatos de gritos de incentivo: “Pula, gorda bandida”.
      Com a repercussão, a página do site de relacionamento foi excluída. Cópias dos posts espalharam-se pelo campus em Assis. Em murais aparecem frases como “Unesp = Uniban”, referência ao caso a Geisy Arruda, que foi xingada por usar um vestido curto. As vítimas não querem falar. “Uma das meninas está tão abalada que não teve condições de voltar à faculdade. Teme ficar conhecida como “a gorda do rodeio'”, afirma a advogada Fernanda Nigro, que acompanhou, na última terça-feira, uma manifestação de repúdio.
      O grupo foi recebido pelo vice-diretor da Faculdade de Ciências e Letras, do Campus de Assis, Ivan Esperança. “Vamos ouvir os envolvidos e estudar as medidas disciplinares, mas não queremos estabelecer um processo inquisitório”, disse ele à Folha.

 

A reportagem da Folha de S. Paulo ouviu a cantora Preta Gil, que ganhou uma ação na Justiça por se sentir discriminada.

 

Gordinhas têm que se defender, afirma Preta Gil

 

 

      A cantora Preta Gil, 36, ganhou em primeira instância uma ação de R$ 100 mil por danos morais que move contra o programa “Pânico na TV”. O processo foi movido após a exibição de um vídeo em que os humoristas a comparam a uma “baleia encalhada”.

 

Folha – O que você diria às que foram agredidas no “rodeios das gordas”?
Preta Gil
– As meninas têm que correr atrás dos direitos delas. Esses garotos têm que ser punidos, pois é a única maneira de eles se educarem. A internet faz com que possam se expressar livremente de uma maneira covarde, pois nunca dão a cara a tapa. Eles acham normal esse tipo de agressão.

 

Folha – Como é possível combater esse tipo de atitude?
Preta Gil – Com os jovens, é muito importante o exemplo. A televisão, que é uma referência muito forte, é um retrocesso. Há programas de humor que fazem graça em cima de defeitos e anomalias. Uma pessoa pode ser gorda por mil fatores, mas não pode ser tratada dessa maneira.

 

Se você já foi vítima de alguma discriminação relacionada ao seu peso, deixe o seu comentário. É importante que as pessoas ofendidas denunciem esta prática absurda.

Anúncios

24 Respostas to "“Rodeio de gordas” na Unesp revela que o preconceito estético ainda é grande"

ah sim,eu fui por ter ficado gordinha e por ter repetido na escola… e atualmente até num curso de moda,cuja escola em pleno sábado de manhã eu não vi nenhuma gordinha frequentando,eu recebi olhares de lado como se fosse um ET

Complementando…
estudei num colégio de nome no bairro, e NENHUMA ALMA…repito,NENHUMA ALMA QUE ESTUDOU COMIGO NA ÉPOCA DA ESCOLA,20 ANOS ATRÁS,FALA COMIGO SE TROMBAR “SEM QUERER” NA RUA…
um absurdo…só por ter repetido de ano e ter ficado gordinha

Infelizmente isso esta acontecendo em pleno ano 2010, aonde estamos perto de ser liberado o casamento gay, aonde temos um Presidente que foi trabalhador assalariado, aonde os E.U.A. tem um presidente negro, e acontece esse caso, eu fico triste com isso, olha q eu adoro mulher fofinha e sempre namorei,mas eu fiquei muito triste com isso. Seu colegas de escola são um babacas, a melhor aparencia e o q esta no coração.
Beijos!!!!!

Uma pena este tipo de situação ainda ocorrer no Brasil.
Que engraçado, eu sou loiro, 2m, 105kg, olhos azuis, e adoraria ver alguém tentando “montar” em mim. Afinal, sou bem maior do que as meninas alvo.
O pior de tudo é saber que esses homens tem mãe e muitas vezes irmãs em casa, e não tem noção do abalo psicológico que isso causa. Que vergonha.
Todos os ofendidos deveriam se mobilizar e ingressar conjuntamente com uma ação na justiça, posto que as próprias universidades lavam as mãos para esses casos, afinal, são apenas estudantes.
Agressão e difamação são crimes, passíveis de prisão para os praticantes e indenização para as vítimas.
DENUNCIEM, não desistam! Só assim as coisas mudam.

Só isso?
É por isso que eu gosto dos seres humanos: são tão sensatos e racionais!!!!
Ainda mais estudantes universitários que são o ápice do pensamento-livre e do espírito crítico!!
É esse tipo de notícia que me deixa mais animado com o futuro do meu país, aliás, com o futuro das civilizações humanas em geral!!!

Eu adorei. Apesar do “Rodeio”, que eu acho um pouco cruel, as garotas gordinhas são otimas. Sou um admirador das fofas. Um bbw lover. BBW (big and beautiful woman).

Mulheres anorexicas, cujo joelho é mais grosso que a coxa, isso sim é fora do normal. Além de nojento, ao meu ver.
Continuem se amando gordinhas! Amo todas vocês! Só cuide da saúde. Do resto, são as favoritas para a maioria dos homens, mesmo que eles não admitam

Olá Wagner,
Legal o seu ponto de vista, mas não é bem assim. existem pessoas como vc que dizem gostar de gordinhas, mas duvido que sua namorada ou esposa seja…. no fundo todos se envergonham.

SÃO UM BANDO DE ANIMAL
AINDA FAZ FACUDADE PRA QUE?
VAI PRO MATO CUIDAR DE CAVALO E BOY
BANDO DE ANIMAL

Eu aprendi……que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;
Neste caso em especial quero fazer justiça, botar a boca no mundo e dizer que ninguém tem o direito de agredir, humilhar seu semelhante e ficar impune.
Preconceito e crime …. é LEI.
Bulling ainda não é aceito como crime apenas punição…. tá mais que na hora de pararmos de suavizar as responsabilidades.
Tem que abrir processo – encarar de frente e denunciar TODOS OS ENVOLVIDOS… chega de ter medo.. vergonha…
Me desculpem, mas se as meninas envolvidas ficarem caladas isso nunca vai parar e eles ainda terão o aval da Universidade e da Sociedade como ” tudo não passou de brincadeira” ….
VERGONHOSO…. CHEGA… !!

PRECONCEITO É CRIME REPITO!!
FICA AÍ MEU PROTESTO!!

Alexandra Gimaque – A Gordinha Ousada!

Na minha opinião,estes caras são de um mal gosto,maltratar uma
mulher, por elas serem gordas,são uns babacas mesmo.
Eu amo mulheres gordas,elas são muito lindas,carinhosas,e meigas,
este tipo de comportamento,não cabe aqui no Brasil,este comportamento é tipico de Note-americanos,ou seja estas criancinhas estão assistindo muito filmes,eles precisão crescer !!!

Pro bom entendedor, meia palavra basta. Nessa história, a instituição é culpada por não manter a ordem e a moral, (que tipo de acadêmicos essa instituição de ensino irá colocar nas ruas? Animais com um diploma?).

“a instituição é culpada por não manter a ordem e a moral”

a instituição não tem nada a ver com os jogos, não são eles quem organizam, nem nada.
o problema está nos alunos serem escolhidos por uma prova que não chega a julgar a moral (mas isso é em qualquer instituição)

Isso e um absurdo acomtecer uma discriminação dessas dentro de um orgão que serve para instruir as pessoas . E geralmente com pessoas que não tem como se defender . Eu acho que o reitor tambem tem uma parcela de culpa as vezes sendo omisso a esta situação.

Eu não sei o que vai sair mais nas faculdade por que ja saiu de tudo o melhor eles ainda vão inventar mais isso é filhinho de papai que não tem o que fazer tem que ser punido e mais os diretor dessas escola nuncata presente.

Punição já! Nunca fui vítima de bullyng por ser gorda (só fiquei gordinha depois da puberdade), mas por exemplo, por ser branca.

Bullyng tem que ser punido, pois é agressão física e psicológica. As pessoas que fazem isso merecem pagar indenização, ficar reclusas em cadeia, o que for necessário para que vejam que a universidade não é uma extensão do ensino médio e que esse tipo de comportamento não é mais deixado de lado. São adultos. Tenho pena, porém, dos filhos desses anormais. Serão criados como pequenos galos de briga.

Ser gordinha não é defeito. Muito pelo contrário! Uma vez se apreciava muito as gordinhas no geral, acho que podemos fazer esse tempo voltar. Até pra salvar as meninas que são pura pele e osso por não se aceitarem.

Sou estudante universitária de universidade pública, mulher e não me considero gorda. Mas não pude deixar de me revoltar com essa notícia q recebi essa semana. Ainda estou arrasada e com vontade de fazer alguma coisa. Na verdade o q eu keria mesmo era dar uma chicotada nos agressores, pq parece q essa é a única linguagem q eles entendem!
Esse tipo de menino eu imagino que seja aquele folgado, q deve ter um monte de meninas no pé. Eu proporia um ato de todas as meninas evitassem contato com eles. Dou todo meu apoio e incentivo para que as meninas agredidas se manifestem! Pode se iniciar um grande movimento contra o preconceito estético!! Ou de qualquer preconceito!! Chega dessa ditadura da magreza!! MULHERES: uni-vos!

Realmente é algo lamentável, fico refletindo sobre este e outros comportamentos que vem ocorrendo, e me pergunto “O quê as pessoas querem, quais são os seus propósitos de desenvolvimento(pessoal e profissional)?
Suponho que haja uma “esquizofrenia coletiva”, onde o pronto atendimento do desejo é mais latente, do quê a percepção e pensamentos das ações.
Já dizia Einstein, “O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer”…
Lamento mais ainda em pensar que o ser humano, não evolui grande coisa…o quê me conforta é saber que acreditando ou não ainda existem pessoas capazes de fazerem a diferença.

Revoltada.

Postei no meu blog o ocorrido…

Respeito vem de berço. Se assim fazem, é porque os pais não tiveram competência para criar filhos. Quanto aos monstros, deveriam ser punidos até com o banimento da escola. E as meninas deveriam entrar com ação por danos morais contra essas bestas humanas, covardes que só sentem coragem na hora de maltratar mulheres. E deveriam, ainda, ingressar com ação de danos morais contra as escolas que permitem que isso ocorra.

ATITUDE EXTREMAMENTE IMBECIL, VINDA DE CRIATURAS MAIS IMBECIS AINDA…POSTAREI EM MEU BLOG UM MANIFESTO DE PROTESTO A ESTE ATO BIZARRO! AO INVÉS DE CRONOMETRAREM O TEMPO EM QUE “MONTAM” SERES HUMANOS DIGNOS DE RESPEITO, POR QUE NÃO COMEÇAM A CRONOMETRAR O TEMPO EM QUE SÃO CAPAZES DE SATISFAZEREM UMA MULHER NA CAMA? SEJAM HOMENS!!! BABACAS!!!!!!

Tenho certeza que essa turma não gosta de mulher, poís se gostasse
não teria discriminado elas. Otários x 100

Achei muito muito importantante a atitude da preta gil, somos seres humanos se alguém tem algo a mais ou a menos isso não da direito a ninguem de denegrir -la para ganhar ibópe. acho o humor muito legal mais aquele ofensivo e absurdo… e o do pânico é sem logica é uma pena que esse programa ainda esta no ar. a unica coisa ruim que achei foi o valor cobrado 100,00 poderia ser dez ves esse valor e ir ate a ultima estãncia que essa atitude dessa maravilhosa mulher e cantora sirva de exeplo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

EM ABRIL

VEM AÍ

Conheça BUZUZU, novo blog sobre celebridades e bastidores da TV

Clique na imagem para acessar o blog BUZUZU

TV MULHERES REAIS

Vídeos de desfiles, matérias em TV, clipes com modelos plus size e muito mais

PLUS SIZE MAIS CHIQUE 2013

Vanessa Pichinin, vencedora do Concurso Plus Size Mais Chique 2013, realizado em maio, no Hotel Tryp Higienópolis, em São Paulo

MISS PLUS SIZE MULHERES REAIS 2013: AMÁLI FERNANDES

MISS PLUS SIZE SÊNIOR 2013: ADRIANA CHICARONI

MISS PLUS SIZE MULHERES REAIS 2012: CARLA MANSO

MISS PLUS SIZE SÊNIOR 2012: MÁRCIA DE SOUSA

NOSSA EQUIPE

STARS

A equipe do desfile Mulheres Reais agradece a todas as modelos participantes do evento. Vocês deram um show de profissionalismo, carisma, elegância e sensualidade

DIVAS PLUS SIZE

Rita Hayworth By Catarina Park

Marilyn Monroe By Catarina Park

Grace Kelly www.catarinapark.com.br

Vivien Leigh - Catarina Park

Ava Gardner www.catarinapark.com.br

RETROSPECTIVA: O CALENDÁRIO MAIS BONITO DE 2010

O Calendário-pôster com modelos plus size interpretando pin ups mostrou que a sensualidade independe do peso. Acima, foto inéditas do ensaio e dos bastidores. Na ocasião, a atriz Priscila Marinho gravou matéria exibida no Fantástico em novembro de 2009.

BELEZA EM TODAS AS MEDIDAS

GUIA DE ESTILO PLUS SIZE

outubro 2010
S T Q Q S S D
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: